<$BlogRSDUrl$> /* ----------------------------------------------- Template Design Nome: Grande Chefe Designer: Guilherme ----------------------------------------------- */ Lembranças dos Guerreiros bgcolor="#FEEDDF">

2004/07/30

Sons de fim de semana... 



Das caixas de som, vai saindo o som do cd emprestado, anunciando 2 dias... sol, mar, campo e eu... abençoado seja o descanso!
Apanhem o ritmo...

Um dia ele chegou tao diferente do seu jeito sempre chegar
Olhou-a dum jeito muito mais quente do que sempre costumava olhar
E não maldisse a vida tanto quanto era seu jeito sempre falar
E nem deixou-a a so num canto, para seu grande espanto convidou-a pra rodar
Entao ela se fez bonita como ha muito tempo não queria ousar
Com seu vestido decotado cheirando a guardado de tanto esperar
Depois os dois deram-se os braços como ha muito tempo não se usava dar
E cheios de ternura e graça foram para a praça e começaram a se abraçar
E lai danaram tanta dana que a vizinhança toda despertou
E foi tanta felicidade que toda a cidade enfim se iluminou
E foram tantos beijos loucos
Tantos gritos roucos como não se ouvia mais
Que todo mundo compreendeu
E o dia amanheceu
Em paz
(Valsinha - Chico Buarque / Vinicius Moraes)


| |  (0) das outras tribos

2004/07/29

Sudão – Darfur – Violência – Morte  



Sudão terra dividida em norte arábico e sul negro africano, desde 1940, que o norte tem vindo a negar cada vez mais direitos no sul, africano-negro. Antes da independência da coroa britânica em 1956, houve uma guerra civil, que continuou até 1972, altura em que o Movimento de Libertação do Sul do Sudão, assinou um acordo de paz com o Presidente Nimery.

A descoberta do petróleo no sul nos anos 70, não há guerra sem fundamentos válidos, veio fornecer alimento, para o lume, então brando, das tensões étnicas e das tentativas por parte do norte em implantar a língua e cultura árabe sobre os povos no sul.

Em 1983, acusando o presidente de violação do acordo estabelecido o Movimento de Libertação do Sul reorganiza-se, agora com a designação de Exército de Libertação do Povo do Sudão.

Três anos depois um golpe de estado acaba com o poder do presidente substituindo-o por um de governo de coligação, que acabou em 1989 com outro golpe de estado chefiado pelo General Omar al_Bashir, o líder da Frente Nacional Islâmica, um grupo fundamentalista,  pró-Islâmico e anti-africano-negro.

Durante os anos 90, grupos do norte do país fizeram alianças com outras forças no sul, o que provocou divisões e a criação de bandos armados, geridos por assassinos, os chamados senhores da guerra.

Em Março deste ano, estimava-se que só na região de Darfur, haveria cerca de 750.000 pessoas deslocadas devido a este constante estado de guerra. Longe dos olhares do mundo, a limpeza étnica torna-se uma realidade, lembranças do genocídio do Ruanda em 1994.

A situação só piora os refugiados, sem possibilidade de sairem da região, dum lado os militares do exército sudanês e as milícias islâmicas, do outro as tribos Dajo, Masalit, Tama, Tanjur e Zaghawa e o Exército de Libertação. Por detrás os eternos predadores ocidentais...

Não só é uma guerra de guerrilha, o que está a acontecer ali, é extermínio.


Parem um segundo que seja e tentem imaginar-se lá...  Aquele homem, mulher criança velho, podia muito bem ser eu ou tu, foi um simples acaso do destino nascermos aqui.
VIVER. É desejo e esperança que a cada minuto que passa, termina brutalmente.


| |  (0) das outras tribos

2004/07/27

Momentos, sabores ... 



Acordei para a mesma vida para que tinha adormecido.
Até os meus exércitos sonhados sofreram derrota.
Até os meus sonhos se sentiram falsos ao serem sonhados.
Até a vida só desejada me farta - até essa vida...

(excerto de LISBON REVISITED - Álvaro de Campos)

Há momentos em que só existe revolta, perante a incompetência, raiva pela inoperância, desespero dada a falta de saídas... Coisas típicas de quem habita nesta sociedade...
Outros momentos, uma só paragem pelo parapeito da janela, olhar as luzes da cidade ver os reflexos do rio, sentir o aroma forte das flores despertado pelo calor sufocante do dia...
Momento de saborear a vida!

Não basta abrir a janela
Para ver os campos e o rio.
Não é bastante não ser cego
Para ver as árvores e as flores.
É preciso também não ter filosofia nenhuma.
Com filosofia não há árvores: há idéias apenas.
Há só cada um de nós, como uma cave.
Há só uma janela fechada, e todo o mundo lá fora;
E um sonho do que se poderia ver se a janela se abrisse,
Que nunca é o que se vê quando se abre a janela.

Alberto Caeiro


| |  (0) das outras tribos

2004/07/26

Regresso... 



Voltando ao trabalho..,
Se é que alguma vez estive ausente...
Ai que calor, ai que dor...


Infelizmente estas eram as minhas previsões, quando em Abril passeei pelo centro do país e vi tanta terra queimada. Já nem todas as lágrimas que possamos chorar podem apagar, a prevenção que mais uma vez ficou pelos caminhos florestais prometidos...
Duas semanas, passaram?! ... mesmo!?...  Descansar? Também foi promessa.
Na primeira semana foi o espanto de uma decisão duma presidência democrática, contra a vontade de uma maioria... Pasmo com as decisões primeiras do pseudo PM, então quando visionei a gravação da tomada de posse... nem comento... deixo à imaginação...
Não deixei, no entanto, de fazer umas passagens pelas tribos, muitas vezes com vontade de comentar, mas ... um dia explico-vos!
Agora, queremos homenagear, uma tribo a dos BOMBEIROS, esses GUERREIROS, que nestes últimos dias têm lutado bravamente contra a ameaça da destruição, estes sim merecem a mesma solidariedade da nossa selecção nacional, este apoio deve ser demonstrado sempre que com eles nos cruzarmos. E se por acaso estiverem perto duma destas tribos, mostrem-lhes esta “força que ninguém pode parar”!


| |  (0) das outras tribos

2004/07/10

Novamente em reflexão... 



Ao som de Alicia Keys...

By now I should know
That in time things would change
So it shouldn't be so bad
So why do I feel so sad

How can I adjust
To the way that things are going
It's killing me slowly
Oh I just want it to be how it used to be

Cuz I wish that I could stay
But in time things must change
So it shouldn't be so bad
So why do I feel so sad...

Retiro-me para 2 merecidas semanas de férias, espero eu. As nuvens escuras sobre os terrenos de caça obrigam-me, a ficar on-line. Por isso, e apesar de estar menos tempo à frente desta tela, abro uma excepção e levo o meu companheiro portátil, para os terrenos sagrados do repouso.
Não queremos, no entanto deixar de dar os parabéns a tribo do Bazonga pelo aniversário celebrado no dia 8, como estávamos em festa, quase nos passava. Continuem a ser essa voz incómoda, bem disposta e imprescindível ao dia à dia dos guerreiros. De notar a melhoria dos aromas e sabores colhidos nesta tribo, o tempo realça as vossas qualidades como se de um bom vinho se tratasse. Parabéns aos Bazongeiros-Mor!



| |  (0) das outras tribos



Estou com a mesma impressão do dia 4.
Parece-me que perdemos outra final!...


| |  (0) das outras tribos

2004/07/08

Aniversário de guerreiro... 



Há umas luas atrás,(em linguagem de branco: há uns anos trás), no dia 8 de Julho, a família aumentou.
Terminava a espera de 9 meses, tempos sem a tecnologia de hoje, em que um nascimento era efectivamente uma surpresa...
Faz hoje anos, que uma família, futuramente a minha, (já que eu não passava nem de projecto) ganhava um novo membro.
Foi no dia hoje, que a alegria encheu o rosto do meu pai, o primeiro filho homem chegava ao mundo. E vejo nitidamente o sorriso da minha mãe, ela tinha todos os motivos do mundo para sorrir...
Faz hoje anos o meu irmão século (quase, ah ah ah).
Hoje é dia de festa na tribo!

Hoje é dia da tribo agradecer à Minita e ao Honorato, pelo amor que tiveram ao gerar e ao criar este Homem, meu irmão, e nos terem incutido sobre a pele este sentimento que nada abala.
Hoje é tempo de agradecer ao meu irmão, por tão bem ter sabido guardar e transmitir os valores legados pelo meu pai, perpetuando a sua memória através do seu ser.
Hoje é dia ... de cantar ... Hoje é dia de festa, cantam as nossas almas, para o menino José uma salva de palmas... yehhhhhhhhhhh clap clap clap ... a tribo rejubila!
Parabéns Mano Véio!

P.S. "Roubei" este link "life time" ali do Enigmódromo e fiquei a saber que até hoje já vivi 14.865 dias... eu cá acho pouco!!!...


| |  (0) das outras tribos

2004/07/07

Interrupção da reflexão... 



Comunicado sobre a Via Verde
Há já uns tempos que ao passar pela portagem Via Verde recebo como cumprimento a luz amarela, hoje percebi porquê...
A Via Verde acaba de adoptar uma técnica para aquisição de novos contratos.
Tendo em conta a relativa diminuição de celebração de novos contratos, a Via Verde optou por adoptar uma manobra fraudulenta, assim os identificadores com mais de 3 anos (garantia dos mesmos) automaticamente começam a dar sinal amarelo. (Estão a ver!) Os seus proprietários, ingenuamente, deslocam-se as instalações da BRISA no sentido de substituir a pilha, quando 3 dias depois é surpreendido com a informação de que o seu contrato cessou devido a uma avaria no identificador, (avaria?! pois, pois) perante esta realidade a situação mais lógica seria a substituição do identificador, no entanto a Via Verde obriga à celebração de um novo contrato, obrigando assim todos os clientes a aderirem as novos taxas de aluguer de identificadores. (10 € anuais ou o pagamento de 30 € para aquisição do identificador).
Com esta manobra “simpática”, conseguem 3 coisas:
· Renovação de contratos.
· Encaixe financeiro (imaginem que só num dia, mais de 100 pessoas foram “obrigadas” a celebrar novos contratos, isto só na área de Carcavelos entre as no espaço de 2 horas)
· Encerrar contratos antigos, que eram demasiado favoráveis aos clientes, e bastante onerosos para a Via Verde (pois tá claro, onerosos).
Segundo a informação recebida, já foi à cerca de 2 meses que esta medida foi aprovada pela administração da Via Verde.
Quanto a mim podem esperar sentados!... Fico a aguardar as habituais multas... sou muito ecológico e desde já me comprometo a levá-las todas para a reciclagem.


| |  (0) das outras tribos

2004/07/05

Em reflexão... 



Humm!...
Sei bem!...
C'est la vie!
Porca miseria!
What can i say!

Humm!...
Vou continuar a meditação!


| |  (0) das outras tribos

2004/07/03

Eternamente Sophia... 



AUSÊNCIA

Num deserto sem água
Numa noite sem lua
Num país sem nome
Ou numa terra nua

Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua.

Sophia de Mello Breyner Andresen
06/12/1919 - 02/07/2004


| |  (0) das outras tribos

2004/07/02

Esta sensação... 




Já são saudades do Euro!...


| |  (0) das outras tribos

2004/07/01

Deixem-nos sonhar... 




Eu não votei Scolari. Erro meu! Ele pelos menos prometeu e cumpriu. Talvez por isso, ontem na Avenida da Liberdade, já se gritava Scolari 1º Ministro. Sempre repudiei a mistura das duas realidades, mas compreendo a analogia feita por um povo desiludido.
Não esquecemos os nossos heróis espremedores de laranjas:
Ricardo, Miguel, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade, Nuno Valente, Costinha, Maniche Fernando Couto, Deco, Luis Figo, Cristiano Ronaldo, Petit, Pauleta, Nuno Gomes.
No apoio eram novamente milhares mescla de origens, de línguas, perdemos esta selecção para um mundo que se revê num sonho...
Obrigado "sargentão"! Obrigado Felipe Scolari!
Desculpem a rouquidão e alguma desarticulação textual, peculiares a quem dorme menos de 3 horas!


| |  (0) das outras tribos




« As Tribos »

A Inzibidinha (reborn)
Abrupto
Afrodite
Avatares Desejo
Bosque da Robina
Caderno da Corda
Cinco Dias
Canto do Melro
E-konoklasta
Estado Civil
Finúrias e Teixirinha
Geração Rasca
Hammer
História d'uma vida
Hoje há conquilhas
Introvertido
Just Music and Words
Lembranças
Macroscopio
Mafia da Cova
Malhas
O Jumento
Observador
Ondas
Outsider
Peciscas
A Quinta
Rui Tavares
Prof.Teresa
Violino Meu



« As Tribos Perdidas»

Barnabé
Enigmódromo
Estaleiro
Farol das Artes
Hepatite C
Lisboa em Fotos
Mal o Menos
Psicólogo Neurótico
Teacher
Titas
Tugir
O Velho de Alfama


« Rede Boa »

Google
Dwelling
Instituto Camões
José Luís Peixoto
MuseusPT
Arqueologia
Sanzalangola


« Ecos anteriores »


Fevereiro 2004Março 2004Abril 2004Maio 2004Junho 2004Julho 2004Agosto 2004Setembro 2004Outubro 2004Novembro 2004Dezembro 2004Janeiro 2005Fevereiro 2005Março 2005Abril 2005Maio 2005Junho 2005Julho 2005Agosto 2005Setembro 2005Outubro 2005Novembro 2005Dezembro 2005Janeiro 2006Fevereiro 2006Março 2006Abril 2006Maio 2006Junho 2006Julho 2006Agosto 2006Setembro 2006Outubro 2006Novembro 2006Dezembro 2006Janeiro 2007Fevereiro 2007Março 2007Abril 2007Maio 2007Junho 2007Julho 2007Setembro 2007Outubro 2007Novembro 2007Dezembro 2007Janeiro 2008Fevereiro 2008Março 2008Abril 2008Maio 2008Junho 2008Agosto 2008Setembro 2008Outubro 2008Novembro 2008Dezembro 2008Janeiro 2009Março 2009Maio 2009Julho 2009Agosto 2009Setembro 2009Outubro 2009Dezembro 2009Março 2010Junho 2011Junho 2012





« Correio »

o.grande.chefe@gmail.com
« Reservas »

This page is powered by Blogger. Isn't yours?
Add to Technorati Favorites