<$BlogRSDUrl$> /* ----------------------------------------------- Template Design Nome: Grande Chefe Designer: Guilherme ----------------------------------------------- */ Lembranças dos Guerreiros bgcolor="#FEEDDF">

2005/02/25

Mais uma rapidinha... 



Hoje estou um bocadinho apertado de trabalho, mas aproveitando um cafézinho, deixo-vos um conselho para os sedentos de aprendizagem uma passagem pelo Portugal for Beginners, vai de certeza ser bastante educativa.

Cheirinhos do que podem por lá encontrar:
PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA (Social-Democrat Party)-The political force currently in office. It has been dividing with PS the main role in portuguese politics for the last decades. There really isn't that much of a difference between the ideals of the two movements. Actually, they're virtually the same but if you ask someone from either party, they will deny it and try to make some distinctive factors up. Basically, both of their politics are based in criticizing whatever the previous party in office did. It's quite sad...

"I'm sorry to tell you but that won't help giving the portuguese a reputation for being well endowed under the belt." (Lamento dizer-te mas isso não ajuda os portugueses a terem a reputação de serem bem dotados abaixo da cintura.)

Government-We've had some of these through the ages. Most of them weren't very good. There must be something in the air that makes politicians become idiots or idiots become politicians. I'm not sure which one it is.

Agora divirtam-se, alguém tem de trabalhar nesta blogolândia, ou julgam que tudo são rosas?!...
(Isto das rapidinhas... ainda me habituo)


| |  (0) das outras tribos



No jantar oferecido a George Bush pelo nosso Zé Mané, (diminutivo que demonstra o carinho que a tribo tem pelo Presidente da Comissão Europeia) podemos encontrar na ementa a defesa dos bons produtos portugueses. Por exemplo foie grás típico das regiões alentejanas, lagosta vinda da cote azur (julgo ser a nossa costa azul, mas dão-lhe estes nomes franceses para ser fino), vinho Chassagne-Montrachet (eu não digo), da região do Douro, ali perto de Foz Côa há uma zona chamada Borgonha, se bem me lembro. Para acompanhar um borrego do Barroso, não do próprio, mas da região (imaginem que como prova de que era bem tratado até tinha nome chamavam-lhe, Irlandês), um Chateau Batalley e para arrematar um espumante Bollinger penso que da região do Minho (se cometo algum erro geográfico, perdoem a ignorância).
Ainda bem que temos um português em tão alto cargo, só assim podemos dar a conhecer a excelente qualidade dos nossos produtos!
Só precisava que me explicassem uma coisa, se o Bush não bebe alcóol...!?


| |  (0) das outras tribos

2005/02/24

Empregos... 



Um português vai ficar fechado durante um mês numa base miltar do deserto de Utah (USA). Este, chamem-lhe “estágio“, vai servir para preparar uma equipa para viajar até Marte.
É pena não ter sabido disto aquando da selecção de candidatos tinha uma lista de uns quantos voluntários a indicar...


| |  (0) das outras tribos

2005/02/23

Tu.. 



Contigo que ontem aqui festejaste, e contigo que vais tornando este espaço teu com as tuas passagens com ou sem comentários, queremos criar um mar de amizade sobre uma rocha de conhecimento onde possam vingar sonhos de futuro.
(Um tanto ou quanto melodramático, influências de discursos políticos de despedida escutados, de qualquer forma entende que o que eu queria dizer era mais ou menos isto:

Venham mais cinco
Duma assentada
Que eu pago já

Não me obriguem
A vir para a rua
Gritar

A gente ajuda
Havemos de ser mais
Eu bem sei

A bucha é dura
Mais dura é a razão
Que a sustem
Só nesta rusga
Não há lugar
Pr'ós filhos da mãe
)


Se tiveres alguma dificuldade em perceber italiano não te inibas, teremos todo o gosto em tirar dúvidas sobre qualquer expressão ou palavra, este passou a ser mais um dos códigos usados nas mensagens dos Guerreiros.


| |  (0) das outras tribos



De passagem só para dar as boas vindas ao Paulinho que de Roma (e não é o Papa) de "topo" em punho lançou o primeiro texto, espero que muitos mais venham a caminho.
Benvenuto ! E viva il topo!



| |  (0) das outras tribos



Com'è noto il mouse dei computer si chiama in francese "souris", in spagnolo "raton", in tedesco "maus" e solo noi italiani, invece di chiamarlo "topo", lo chiamiamo "mouse".
Gli americani della IBM non lo sapevano e hanno tradotto un po' troppo letteralmente un loro manuale di istruzioni distribuito in tutte le filiali del mondo, tra cui quella italiana....
Il seguente è un memorandum, realmente distribuito agli impiegati di tutte le filiali statunitensi IBM (nelle intenzioni di chi lo ha scritto è assolutamente serio, la traduzione è stata fatta dagli americani per gli impiegati della IBM Italia).
"Le palle dei topi sono oggi disponibili come parti di ricambio. Se il vostro topo ha difficoltà a funzionare correttamente, o funziona a scatti, è possibile che esso abbia bisogno di una palla di ricambio. A causa della delicata natura della procedura di sostituzione delle palle, è sempre consigliabile che essa sia eseguita da personale esperto. Prima di procedere, determinare di che tipo di palle ha bisogno il vostro topo. Per fare ciò basta esaminare la sua parte inferiore. Le palle dei topi americani sono normalmente più grandi e più dure di quelle dei topi d'oltreoceano.
La procedura di rimozione di una palla varia a seconda della marca del topo. La protezione delle palle dei topi d'oltreoceano può essere semplicemente fatta saltare via con un fermacarte, mentre sulla protezione delle palle dei topi americani deve essere prima esercitata una torsione in senso orario o antiorario. Normalmente le palle dei topi non si caricano di elettricità statica ma è bene comunque trattarle con cautela, così da evitare scariche impreviste. Una volta effettuata la sostituzione, il topo può essere utilizzato immediatamente (ed ecco la vera perla del memorandum...) Si raccomanda al personale esperto di portare costantemente con se un paio di palle di riserva, così da garantire sempre la massima soddisfazione dei clienti. Nel caso in cui le palle di ricambio scarseggino, è possibile inviare richiesta alla distribuzione centrale utilizzando i seguenti codici:
PIN 33F8462 - Palle per topi americani
PIN 33F8461 - Palle per topi stranieri"
Ecco perché si raccomanda sempre che le traduzioni vengano fatte da persone di madrelingua nella lingua d'arrivo del testo


| |  (0) das outras tribos

2005/02/22

Presentes 





| |  (0) das outras tribos



Enquanto houver um homem caído de bruços no passeio
e um sargento que lhe volta o corpo com a ponta do pé
para ver como é;
enquanto o sangue gorgolejar das artérias abertas
e correr pelos interstícios das pedras,
pressuroso e vivo como vermelhas minhocas despertas;
enquanto as crianças de olhos lívidos e redondos como luas,
órfãs de pais e de mães,
andarem acossadas pelas ruas
como matilhas de cães;
enquanto as aves tiverem de interromper o seu canto
com o coraçãozinho débil a saltar-lhes do peito fremente,
num silêncio de espanto.
rasgado pelo grito da sereia estridente;
enquanto o grande pássaro de fogo e alumínio
cobrir o mundo com a sombra escaldante das suas asas
amassando na mesma lama de extermínio
os ossos dos homens e as traves das suas casas;
enquanto tudo isto acontecer, e o mais que se não diz por ser verdade,
enquanto for preciso lutar até ao desespero da agonia,
o poeta escreverá com alcatrão nos muros da cidade:
ABAIXO O MISTÉRIO DA POESIA
António Gedeão

Faz hoje 1 ano tinha início algo sem futuro, sem projecto, apenas uma grande vontade de presente.


| |  (0) das outras tribos

2005/02/21

Outras festas... 




E o povo saiu à rua com a alegria que costumava ter...
A manhã começou com chuva, até ela vo(l)tou!
É muito poder!


| |  (0) das outras tribos

2005/02/20

Eleições 



Resultado: Adeus oh! vai-te embora!
Uff! Finalmente!...
Desculpem o desabafo, mas não resisti!


| |  (0) das outras tribos

2005/02/18

Abrindo as portas... 



Enquanto provam uns pastelinhos e bebem uma cervejinha vou ali colocar mais umas carnes nas brasas, enquanto isso façam uma visita a este tão zoo especial.
Mi casa és su casa.
Divirtam-se!


| |  (0) das outras tribos



Podia ser mas não é, não falo das meninas de Bragança que se mudaram para a fronteira espanhola, nem das meninas que zelosamente acompanham o nosso ex pretenso futuro duvidoso primeiro-ministro, nem de nenhuma invasão extraterrestre, podia ser por se tratar do género feminino, as eleições, criadoras de cólicas e sonhos nos mais directamente envolvidos e de esperança em algo de novo e melhor por parte deste povo desiludido. Pois também não falo delas!
Falo das festividades do primeiro aniversário da tribo, é, pois é! O Lembranças dos Guerreiros vai fazer 1 ano (dia 22) e os preparativos já começaram, pinturas festivas, ensaios, revelações e prendas... A contratação de novos guerreiros para enfrentar os difíceis desafios que se avizinham, está tudo em evolução muito positiva. Hum! Hum!
A vontade de continuar e de melhorar está em ti, que passas e deixas o sorriso, a palavra, o comentário curto ou extenso que te transforma em factor de conversa, peça importante do puzzle desta existência. A ajuda que me trarão os novos reforços vai de certeza ser enriquecedora, depois me dirás.
Até lá não deixem de passar aqui pelos tipis da tribo! Nós também vamos andar por aí ...
Enquanto a festa não começa delicia-te com os aperitivos faz uma visitinha ao link da imagem e saboreia a arte de manipulação fotográfica.
Até já!


| |  (0) das outras tribos

2005/02/17

Coisas do campo... 



Da mesma colecção da minha amiga professora primária veio mais esta figurinha ou cromo ...
Pedia-se aos alunos que descrevessem num pequena redacção um animal de que gostassem.
Saiu esta pérola, digna de um documentário da National Geografic, digo eu!
Então deleitem-se
O pássaro de que vou falar é o mocho.
O mocho não vê nada de dia, e à noite é mais cego que uma toupeira.
Não sei grande coisa do mocho, por isso vou continuar com outro animal que vou escolher: a vaca.
A vaca é um mamífero. A vaca tem 6 lados: o da direita; o da esquerda; o de cima; o de baixo; o de trás, que tem um rabo, o qual tem um pincel pendurado (com este pincel espantam-se as moscas para que não caiam no leite); a cabeça serve para que lhe saiam cornos e também porque a boca tem de estar nalgum lado (os cornos são para a vaca combater com eles).
Pela parte de baixo tem leite. Está equipada para que se possa ordenhar.
Quando se ordenha, o leite vem e não pára nunca. Como é que se desenrasca a vaca, nunca compreendi, mas o leite cada vez sai com mais abundância.
O marido da vaca é o boi. O boi não é mamífero.
A vaca não come muito, mas o que come, come duas vezes, portanto já tem bastante. Quando tem fome, muge. Quando não diz nada é porque está cheia de erva por dentro.
As suas patas chegam ao chão.
A vaca tem o olfacto muito desenvolvido, pelo que se pode cheirá-la desde muito longe. É por isso que o ar do campo é tão puro.
(o autor não é revelado, pena!)


| |  (0) das outras tribos




Não sabia como homenagear os sportinguistas, depois do bom jogo de ontem à noite, então muni-me de 2 latas de tintas uma branca e outra verde e pintei a casa ... do meu vizinho, não sei se ele irá gostar, o que achas?


| |  (0) das outras tribos

2005/02/15

Sabotage?... 



O melhor post de sempre, comentado nas outras Lembranças, fez-me pensar, quantos livros já escreveste, quantas teorias sem mácula, quantos raciocínios sem erro e quantos posts ... Ih! Esses então estão para lá do infinito.
E onde estão, pergunta-se? Porque raio, esta busca incessante pelas pastas, drives, servidores, temporários, backups, arquivos de papel, papeis sem arquivo, naqueles cadernos com mais desenhos que escrita, dão sempre como resultado zero?!
Sei que os escrevi até me lembro dos locais, para não julgarem que estou a mentir, posso dizer alguns, na varanda olhando as estrelas, à lareira no embriagar das chamas, frente ao monitor olhando sem ver o debug de um programa, ao telefone com uma melga qualquer, naquelas reuniões de trabalho extremamente produtivas, no pára arranca, robotizado do trânsito, já para não falar daqueles lindíssimos que escrevi sentado na areia embalado pelos odor salgado e som doce das ondas... Mas onde estão, tantos e tantos, megas de texto?
Perdi-os, essa é a verdade, culpa da inexistência de uma ligação física entre os dedos e as teclas, como a ligação entre duas margens!



| |  (0) das outras tribos



No meio destas campanhas miseráveis que nos fazem duvidar da importância do voto e até do grau da nossa participação nesta sociedade chega do outro lado do mar a notícia de um cidadão brasileiro chamado Germano Woehl Júnior, um guerreiro que sozinho conseguiu que um projecto de uma hidroeléctrica não fosse para a diante, aqui ficam alguns extractos da notícia.

Antes de mais quem é Germano Woehl Jr.
Órfão aos 11 anos, Germano cresceu capinando roça e entregando leite de porta em porta. Mas botou na cabeça que seria pesquisador. Só estudou em escola pública. Formou-se em Física em 1983, como o melhor aluno da Universidade Federal do Paraná. E se doutorou com uma tese sobre o congelamento do átomo. Hoje ganha a vida num laboratório de fotônica do Instituto de Estudos Avançados no Centro Técnico Espacial, em São José dos Campos.

E além disto o que o torna digno de ser referenciado na tribo?
Sem mandato nem verba pública, ele levou às cordas um projeto da hidrelétrica que trocaria por 15 megawatts a paisagem de Corupá, no norte de Santa Catarina, onde a cachoeira da Bruaca desce da Serra do Mar, no meio da mata atlântica, com um salto de 96 metros.

Ele comprou a briga sozinho. Levou o caso ao Ministério Público. Repetiu a história a todo repórter que passou pela sua frente nas últimas semanas.
Deu plantão nas seções de cartas da imprensa local, rebatendo argumentos técnicos com a desenvoltura de quem escreve em revistas acadêmicas sobre "laser de centro de cor sintonizável no intervalo de 2,61 a 2,83 micrômetros". E andou muito no mato, para ver de perto as reais dimensões de uma obra que parecia tão simples no papel.

Trabalhando no interior de São Paulo, ele há anos passa as horas vagas cuidando de bichos e florestas na serra catarinense. Entre o emprego e o lazer, viaja de ônibus sempre que pode. Aliás, economiza em tudo, da roupa às contas de restaurante. Com o que poupa, compra matas em Santa Catarina, para conservar uma paisagem que conheceu menino e, adulto, descobriu que ia perder.

Perante exemplos destes não pode haver dúvidas em votar ou não, como cidadãos este é o primeiro passo que nos é exigido o mais fácil, depois podemos seguir exemplos como o do Germano, talvez assim seja possível aproximarmo-nos daquele mundo que estamos cansados de ver em promessas.
Enviado por: Marcos Sá Corrêa editor do site Eco
A faixa branca encontrei-a no Bosque coloquei-a ali no lado direito porque envolver é preciso!


| |  (0) das outras tribos

2005/02/14

Curtas 



O encontro de 2 mundos:
Espiritual: Foi para o céu uma das videntes de Nossa Senhora. Uma Santa.
Materialista: Morreu uma das ideólogas do negócio gerador da maior entrada de divisas em território português.
Justificações para um luto nacional e quiça (gostei desta) feriado como
alguém já alvitrou!
Aqui pra gente leiam no primeiro link a opinião de D. Manuel Martins.


| |  (0) das outras tribos




Viajando por esse mundo fora, desde as bancas de jornais, às lojas, até mesmo aqui o perfume que se sente é o do amor, e quem melhor que Vinicius para ser dedicado hoje com o Soneto de Fidelidade...

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.


| |  (0) das outras tribos

2005/02/11

Surpresas... 



Querem ouvi-los cantar?

Clickem em cima e divirtam-se com as mais belas melodias equestres!

Este relato verdadeiro chegou-me há já algum tempo pela delícia de situação achei-o apropriado para um fim-de-semana sorridente:

Uma amiga minha professora da 1º classe um destes dias decidiu contar a história dos 3 porquinhos. Foi contando até que chegou a parte em que os porquinhos tentavam angariar materiais para construir as suas casas. E então, o primeiro porquinho chegou-se ao pé do carroceiro que transportava fardos de palha e perguntou "O sr. nao se importa de me ceder um pouco da sua palha para que possa construir a minha nova casa?' - contou ela.
Depois, virando-se para os alunos, perguntou "E o que acham voces que o homem disse?"
- Acho que disse "F**a-se! Um porco que fala!!" - respondeu uma das criancinhas.


Ela, a professora, foi incapaz de proferir palavra durante uns bons 10 minutos...
Bom fim-de-semana, cheio de surpresas boas!


| |  (0) das outras tribos

2005/02/10

A não perder... 




Hoje por volta da 00h40m e amanhã a RTP1 exibe o documentário «THE LONG WALK OF NELSON MANDELA».
Para a história fica o sacrifício de um homem pela liberdade de um povo.

"During my lifetime I have dedicated myself to this struggle of the African people. I have fought against white domination, and I have fought against black domination. I have cherished the ideal of a democratic and free society in which all persons live together in harmony and with equal opportunities. It is an ideal which I hope to live for and to achieve. But if needs be, it is an ideal for which I am prepared to die."
Extraído das declarações de Nelson Mandela ao Supremo Tribunal de Pretória em 20 de Abril de 1964, lembram "I have a dream..."


| |  (0) das outras tribos



Ai que dor nas costas! Não, não é disso que estás a pensar e também não é dos bailes de Carnaval, a que não fui, a razão não sei, mas que me doem, doem...
Mas sempre há coisas que me alegram, nestes tempos em que os pais se queixam dos filhos só quererem jogos na playstation, internet, respectivos msn e “bate-papos”, vinha eu no pára arranca e perdido nos pensamentos fixava os olhos numa paragem de autocarro, quando surgem, encostados ao muro um casal de adolescentes completamente entrelaçado, boca na boca, as mãos deslizando perdidas um no outro, indiferentes a quem passava, ali ainda não havia artroses nem tendinites provocadas pelos joysticks, ratos ou teclados, não havia nada de virtual...
Sinal verde!
Ainda há esperança no futuro!...
O pior é esta dor nas costas...


| |  (0) das outras tribos

2005/02/06

Imaginem 





Já tinha saudades da chuva!
Nunca pensei dizer isto, 3 meses depois de sentir as últimas gotas frias, hoje perdi o olhar nas nuvens negras que a trouxeram... fica mais um bocadinho, fica!
Bom carnaval! ...
O carnaval são só 3 dias! É aproveitar...

Neste post é a terceira vez que refiro o número 3... coincidências?!

Last Sunday Comment:
Santana: votar PS é votar nos que "fugiram em 2001" in Público
Guilherme: votar no PSD é votar nos que "fugiram em 2004" in Lembranças dos Guerreiros
Votar é apostar na fuga? Aham!



| |  (0) das outras tribos

2005/02/04

Resultados 




Na sequência do post anterior devia comentar o debate de ontem, que deixa para a posteridade expressões inesquecíveis do tipo:
Senhor Engenheiro 30 segundos
Senhor Doutor ultrapassou o tempo tem de acabar!

Ou então:
Homosexual, homosexuais, homosexualidade, casamentos homosexuais, adopção de casais homosexuais...
Vergonhoso, indigno, vergonha...
Não me aponte o dedo...
Não faço promessas, tenho objectivos!

Mas como quem quiser comentários de quem sabe, deve ler os jornais da caserna, que pelas caixas altas que vi na banca da esquina, viram outro que não aquele entre o SL e o JS, então simplesmente não vou falar do combate! A imagem acima mostra o resultado... eu esperava mais sangue.
Entretanto se quiserem façam uma visitinha aos novos links colocados ali na barra lateral e deliciem-se com algumas belas imagens de Lisboa ou então tentem não se perder no Bosque da Robina.



| |  (0) das outras tribos

2005/02/03

Apostas aceitam-se... 




Faltam 2 horas para o início das hostilidades!


| |  (0) das outras tribos



Depois de buscas incessantes, de horas de cansaço ocular, de noites acordado, de dias sem comer, de bites e bites de programação, de páginas e páginas nas mais variadas línguas, já acreditava não ser possível, mas posso agora garantir a internet não é redonda, atingi o fim!


| |  (0) das outras tribos

2005/02/02




Pura provocação...


| |  (1) das outras tribos



Keep on movin'
questa storia finirà
so' sicuro, ccà nun s'adda cchiù parlà'
Keep on movin'
non lasciarti andare giù
se vuoi crescere davvero
non ti lamentare più
Keep on movin'
parla nfaccia e nu te fà' sango amaro
dice tutta 'a verità
Keep on movin'
ma non dir male di te
jetta 'nterra tutte cose
nunn'è giusto e saje pecchè
Pino Daniele

Album Musicante - 1984


| |  (1) das outras tribos

2005/02/01

Bocas... 



A verdadeira alternância democrática é no futebol... Braga na frente do campeonato!

Apesar de todas as rezas e danças, a seca continua ... Quinta-feira, debate Santana-Sócrates na SIC!


| |  (0) das outras tribos




« As Tribos »

A Inzibidinha (reborn)
Abrupto
Afrodite
Avatares Desejo
Bosque da Robina
Caderno da Corda
Cinco Dias
Canto do Melro
E-konoklasta
Estado Civil
Finúrias e Teixirinha
Geração Rasca
Hammer
História d'uma vida
Hoje há conquilhas
Introvertido
Just Music and Words
Lembranças
Macroscopio
Mafia da Cova
Malhas
O Jumento
Observador
Ondas
Outsider
Peciscas
A Quinta
Rui Tavares
Prof.Teresa
Violino Meu



« As Tribos Perdidas»

Barnabé
Enigmódromo
Estaleiro
Farol das Artes
Hepatite C
Lisboa em Fotos
Mal o Menos
Psicólogo Neurótico
Teacher
Titas
Tugir
O Velho de Alfama


« Rede Boa »

Google
Dwelling
Instituto Camões
José Luís Peixoto
MuseusPT
Arqueologia
Sanzalangola


« Ecos anteriores »


Fevereiro 2004Março 2004Abril 2004Maio 2004Junho 2004Julho 2004Agosto 2004Setembro 2004Outubro 2004Novembro 2004Dezembro 2004Janeiro 2005Fevereiro 2005Março 2005Abril 2005Maio 2005Junho 2005Julho 2005Agosto 2005Setembro 2005Outubro 2005Novembro 2005Dezembro 2005Janeiro 2006Fevereiro 2006Março 2006Abril 2006Maio 2006Junho 2006Julho 2006Agosto 2006Setembro 2006Outubro 2006Novembro 2006Dezembro 2006Janeiro 2007Fevereiro 2007Março 2007Abril 2007Maio 2007Junho 2007Julho 2007Setembro 2007Outubro 2007Novembro 2007Dezembro 2007Janeiro 2008Fevereiro 2008Março 2008Abril 2008Maio 2008Junho 2008Agosto 2008Setembro 2008Outubro 2008Novembro 2008Dezembro 2008Janeiro 2009Março 2009Maio 2009Julho 2009Agosto 2009Setembro 2009Outubro 2009Dezembro 2009Março 2010Junho 2011Junho 2012





« Correio »

o.grande.chefe@gmail.com
« Reservas »

This page is powered by Blogger. Isn't yours?
Add to Technorati Favorites