<$BlogRSDUrl$> /* ----------------------------------------------- Template Design Nome: Grande Chefe Designer: Guilherme ----------------------------------------------- */ Lembranças dos Guerreiros bgcolor="#FEEDDF">

2006/10/27

Tanto postal ... 



E lá vai mais 1!


| |  (0) das outras tribos

2006/10/24

Sete mulheres iranianas condenadas a morrer por lapidação 





A Titas e a Afrodite chamaram-me a atenção.

Consegues ficar indiferente?!...

Em nome da Parisa , Iran , Khayrieh , Shamameh Ghorbani, Kobra Najjar, Soghra Mola’i , Fatemeh

Assina aqui!


| |  (2) das outras tribos

2006/10/23

Asta la vista Schumi... 




Para a memória ficam o frio de um capacete vazio... apesar de todos os records, na lembrança guardo o verde e amarelo do melhor piloto de F1 de sempre...

Assim a eternidade se vinga do destino...


| |  (0) das outras tribos



Ontem à noite voei sob os céus da Toscana.
Quando sei lontana
sogna all'orizzonte
e mancan le parole
e io si lo so
che sei con me con me
tu mia luna tu sei qui con me
mio sole tu sei qui con me con me
con me con me

Con te partirò
paesi che non ho mai
veduto e vissuto con te
adesso sì le vivrò
con te partirò
su navi per mari
che io lo so
no no non esistono più
con te io li rivivrò
Con te partirò
su navi per mari
che io lo so
no no non esistono più
con te io li rivivrò
con te partirò
Io con te


espectáculos onde os aplausos só deviam ser permitidos no final.
Quebraram-me o sogno!

P.S. Andrea Bocelli foi, magnificamente, acompanhado pela Orquestra Sinfónica e Coro das Nações, e ainda pela soprano Doriana Milazzo, barítono Gianfranco Montresor. Não conhecia nenhum, foram uma deliciosa surpresa.



| |  (0) das outras tribos

2006/10/18

Isto não é Benfica... 



Ontem, do meu Benfica sobre o relvado só houve, o Eusébio, infelizmente só no intervalo, e uns resquícios de vermelho nas camisolas, que cada vez são mais a imagem do clube, cinzenta!
O título deste post subescreve a caixa alta do jornal A Bola.


| |  (0) das outras tribos

2006/10/16

Subscrito 



No seguimento da infeliz situação verificada com o texto da autoria de Davi Reis publicado no blogue "Caderno de Corda", plagiado como sinopse do documentário "Loose Change 2" pelo site da RTP, vimos desta forma manifestar a nossa indignação pelo sucedido, apesar do recente pedido de desculpas endereçado ao autor. Isto, porque:

1. O recurso à Internet na recolha de dados para uso em websites é prática comum dos Media contemporâneos. No caso concreto da RTP, a chefe de Gabinete do Provedor do Telespectador admitiu, em carta de indulgência a Davi Reis: “Para realizar este trabalho, que serve o público em geral e toda a comunicação social (para efeitos de publicação da programação TV), a equipa recorre muitas vezes à Internet, dada, por vezes, a escassez de informação interna”. Neste particular, o que não nos parece correcto é a utilização dessas informações sem mencionar expressamente as fontes – vide o sucedido com Davi Reis, com a agravante de se tratar de um plágio descarado, isto é, ipsis verbis. Dadas as circunstâncias, é de presumir que a maior parte (se não a totalidade) dos textos publicados no website da RTP são extraídos de fontes não identificadas, limitando-se os profissionais responsáveis por essa informação a um mero exercício de copy/paste de material alheio.

2. A presunção referida acima ganha peso com a reacção tardia e vaga do Provedor do Telespectador (ou alguém em seu nome - a resposta não é do próprio), pois nela nada mais se vislumbra do que um rápido aviamento de sentença sem que se torne evidente para TODOS os leitores do website da RTP o compromisso de que "(...) tal se não voltará a repetir, na medida em que foram já dadas instruções relativas à recolha de informação via Web (...)". Esta intenção deveria, de facto, constar expressamente de um código de conduta disponível na página da RTP, o que só a dignificaria e tornaria mais transparente o modus operandi quanto à utilização deste tipo de material - contra a qual nada temos a protestar, exceptuando a abusiva utilização de textos, ou outro tipo de material, sem a menção expressa de autoria e origem.

3. Finalmente, em solidariedade com Davi Reis, protestamos veementemente contra o atraso na resposta às interpelações feitas (18 dias de espera), sem a antecipação devida de um aviso quanto ao processo de averiguação (em curso desde 22 de Setembro de 2006). Deste processo, como se pode testemunhar na página web da RTP em questão, resultou o corte do texto de Davi Reis - como se este nunca tivesse existido, ou como se a natureza do seu protesto fosse essa: protestar pela publicação do texto, quando se tratou, de facto, de protestar pela ausência de referências à autoria do mesmo. Tal atitude contrasta vivamente com o que se diz na resposta da chefe de Gabinete do Provedor do Telespectador a Davi Reis: "(...) foram já dadas instruções relativas à recolha de informação via Web, no sentido de assegurar quer a credibilidade das fontes, quer o respeito pelos trabalhos de terceiros (...)", ou seja, parece indicar uma de duas coisas: ou o texto de Davi Reis não era credível ou não merecia o respeito da RTP, pois foi retirado sem se mencionar, anteriormente, a autoria do mesmo.
Agradecendo, apesar de tardia, a resposta dada, permaneceremos atentos à actuação dos profissionais da RTP, que, segundo afirma a missiva, receberam instruções para evitar situações destas no futuro. A RTP garante-o, através de um discreto e-mail... E os restantes órgãos de comunicação? O problema não está, de todo, sanado. Uma vez que é competência inalienável do Provedor ouvir os interesses dos telespectadores, e uma vez que a RTP tem, nesta questão, a dupla obrigação de assumir o erro e de prestar serviço público, sugerimos que seja lançado um debate na antena da RTP envolvendo os organismos directamente implicados em problemáticas tão actuais e carentes de regulamentação como são a protecção dos direitos autorais na Internet; a dignificação e credibilização da blogosfera, assim como a verificação prática do cumprimento da ética e da deontologia na indústria de conteúdos, vulgo, Media (onde grassa o desrespeito pela propriedade intelectual dos bloggers).

Na expectativa de uma mediação justa e eficaz, que devolva a dignidade às partes envolvidas, aguardamos a sua resposta.
Enviada hoje ao Gabinete do Provedor do Telespectador da RTP.
A tribo em revoltada solidariedade, convida-te a passares por aqui.


| |  (2) das outras tribos

2006/10/14

6 anos... 



É assim que te quero, amor,
assim, amor, é que eu gosto de ti,
tal como te vestes
e como arranjas
os cabelos e como
a tua boca sorri,
ágil como a água
da fonte sobre as pedras puras,
é assim que te quero, amada,
Ao pão não peço que me ensine,
mas antes que não me falte
em cada dia que passa.
Da luz nada sei, nem donde
vem nem para onde vai,
apenas quero que a luz alumie,
e também não peço à noite explicações,
espero-a e envolve-me,
e assim tu pão e luz
e sombra és.
Chegastes à minha vida
com o que trazias,
feita
de luz e pão e sombra, eu te esperava,
e é assim que preciso de ti,
assim que te amo,
e os que amanhã quiserem ouvir
o que não lhes direi, que o leiam aqui
e retrocedam hoje porque é cedo
para tais argumentos.
Amanhã dar-lhes-emos apenas
uma folha da árvore do nosso amor, uma folha
que há-de cair sobre a terra
como se a tivessem produzido os nosso lábios,
como um beijo caído
das nossas alturas invencíveis
para mostrar o fogo e a ternura
de um amor verdadeiro.

Pablo Neruda
Um parapeito para o resto da vida...

A ti que há 6 anos fizeste-me deixar de ser algo, que nunca mais voltarei a ser...
solteiro!...


| |  (4) das outras tribos

2006/10/13

Sabias!?... 




Portugal today more than you can imagine

This about a country you don’t know.
It’s about facts that will surprise you.
It’s about brands that are all over the world, often on your doorstep, but you do not realise where they come from.
Do you know what NASA and ESA (European Space Agency) do to avoid critical situations arising in their computer systems? And what does London Underground or the railway networks of The Netherlands, Norway, Finland
and Denmark do when they need rail management software? They go to Portuguese companies.
Critical Software is a global point of reference in the development for critical information systems. Meanwhile, SISCOG continues to attract the world’s most demanding customers.

experts in precision
International demand for machinery made in Portugal (moulds, electronics, automotive components, pneumatic and hydraulic equipment, etc.) continues to grow and assist the development of countries throughout the world.
Did you know that machinery is Portugal’s No. 1 export?

design and engineering
Did you know that Portugal is a state-of-the-art point of reference and reliability in the moulds industry?
Samsonite, Nokia, Mercedes-Benz and Porsche are just some of the famous names that rely on Portuguese talent and engineering.

new generation fabrics
Did you know that 26 million Americans sleep on Portuguese sheets?
And that Portugal leads Europe in home textiles and is the third largest exporter in the world?
Portuguese brands stand out because of their sheer innovation: intelligent fabrics, fabrics that are fire-retardant, anti-bacterial or have therapeutic and hydrating properties.

desired brands
Did you know that leading celebrities prefer to wear Portuguese brands?
The same is true of Fepsa, manufacturer of felt hats or Vicri, a brand of menswear chosen by such leading figures as Tony Blair, the King of Spain, and Bill Clinton. It is also worn by celebrities like Hugh Grant, Ben Affleck and Luís Figo. And the list goes on: Lanidor, Dielmar, Diniz e Cruz, Ímpetus, Salsa Jeans are some of the brands you will hear about.

shoes of the future
Did you know that Portugal leads the world in footwear technology?
That it is Europe’s No. 3 exporter? That it invented bullet-proof shoes?
Ninety million people in the world choose Portuguese shoes. Steven Spielberg is one of them: the Portuguese brand Swear supplied the shoes for Star Wars. And Fly London, Yucca and Aerosoles just keep growing.

Power in the palm of your hand
Did you know that it was Portugal that invented pre-payment cards for mobile communications?
And that in Portugal you can buy a cinema ticket and choose where you sit – by mobile phone? Mobycomp, Quadriga, Ydreams(creator of technological solutions for global customers such as Adidas, Vodafone or Nokia) and of course, Portugal Telecom, are the world’s most innovative companies in this sector

hidden leadership
Portugal is acknowledged as being the world’s leading cork producer. But there are also some lesser known areas in which it leads.

light and design
Did you know that Number Five has captured 75% of the world market for self-identification? And have you heard of Altitude (leading supplier of technology for call centres and CRM), and what about Chipidea (world leader in the design of analog solutions that provide the interface between digital technology and the real world)?

Did you know that the Portuguese company Vista Alegre /Atlantis is one of the 10 main porcelain producing groups in the world?
Other major brands such as Spal, Topázio, Cutipol or Sátira offer creativity and design for a happier home.

pure energy
Did you know that Portugal is building Europe’s* largest solar power station? And that wind power is the main target for investment? Have you heard of SRE? This is a Portuguese company that researches and develops products based on the use of hydrogen. All of these are aimed at new forms of energy – economical, clean and peaceful.

technology for life
Beating incurable diseases or preserving stem cells for regenerative medicine are the everyday concerns of companies such as Biotecnol, Alfama (winner of the European start-up prize in 2005), Crioestaminal, Medinfar /Cytothera, Biocant and IBET. Others are developing new pharmaceutical solutions – companies such as Bial and Cipan. All these companies are working to achieve a better life – surely they deserve to be known?

passion for construction
From Asia to America, from Africa to Europe, for centuries Portugal construction skills have presented challenges, made their mark and endured. Do you know how? With Portuguese architects, engineers and materials. The airport on Madeira and the Ponte da Amizade on Macau are just recent examples.
for the table, nothing but the best

for the table, nothing but the best
In a blind tasting carried out recently of the most renowned fine wines by international wine experts, of the ten wines chosen as being the best, four were Portuguese. In addition, there is port, olive oil, the best fish and shellfish in the world and all the advantages of a Mediterranean diet with an Atlantic flavour.

great experiences
Shopping centres in Portugal are global experiences offering culture, entertainment and shopping. Sonae Sierra is a European leader in the creation and management of these consumer giants

navigating – always pioneers
Nelo is one of the best-known kayak brands in the world. First in Sydney, and then more recently in Athens, its kayaks helped several teams and athletes to win medals at the Olympic Games. They are Portuguese in design and production and their technology revolutionised standards for top competition in this field.

tourism: more diversity per m2
Portugal is a unique destination: no other country in Europe can offer so much diversity within such sort distances. A destination with sunshine and the Atlantic Ocean, the history of all the continents concentrated in just one place, a people who speak everyone’s language because they speak the universal language of emotion.
Our visitors always want to return.

People: what really matters
To be Portuguese is to be sociable, warm-hearted, imaginative, sentimental, open to the world. It is to be passionate about new things, new ideas.
It is to be proud of one’s heritage, without any trace of arrogance.

Above all, it is to make oneself available.

Portugal a friendly and reliable global partner
Our Past is well-known: a nation of explorers and pioneers, forerunners in trade and international contact. Our Present is not well-known, but hopefully better known after this brief presentation: a country with high-quality infrastructures, a leading niche provider of telecommunications, technology and services. But it’s our common Future that is important: think of us as a country that is nearby, always committed to new discoveries and innovation.
Your friendly and reliable global partner.
Fonte: Turismo de Portugal
TPC:
1- Perante este cenário indica 5 razões para apresentarmos os piores resultados da UE.
2- Razão ou razões para a inexistência deste texto é português.


| |  (1) das outras tribos



Bianca 11 anos...

Delicia-te!


| |  (0) das outras tribos

2006/10/12

Investimentos 



Mais grave que estas omissões é a imagem que se foi criando para substituir a realidade. Tornou-se comum a ideia que o desenvolvimento é o resultado acumulado de conferências, workshops e projectos. Eu não conheço país nenhum que se tivesse desenvolvido à custa de projectos. Vocês, melhor que ninguém, sabem disto. Mas quem lê os jornais verifica como está enraizada esta crença. Isto apenas ilustra a atitude apelativa que prevalece entre nós de que os outros (na nossa linguagem moderna, os stakeholders) é que tem a obrigação histórica de nos retirar da miséria.

É aqui que a questão se coloca – qual a cultura da nossa economia? Qual é a economia da nossa cultura ? Ou dito de modo mais rigoroso: como é que as nossas culturas dialogam com as nossas economias ?

Mia Couto (extracto de um texto apresentado à Associação Moçambicana de Economistas em 2003)
Realidade resultante da proximidade ou simplesmente herança cultural?


| |  (0) das outras tribos

2006/10/11

Post-It III 



A Assembleia da República (AR) comemora, depois de amanhã, os 30 anos de adesão de Portugal ao Conselho da Europa com uma cerimónia quase privada: não vêm nenhum dos altos dirigentes da mais antiga organização política do continente europeu, nem qualquer convidado dos 46 países que a integram. Apenas 50 pessoas, todas portuguesas, ligadas ao Parlamento, ao Conselho da Europa ou, de alguma forma, à data histórica que já se cumpriu a 22 de Setembro. Mas a festa está garantida. Depois de uma sessão comemorativa, cujo programa não está divulgado na página oficial da AR (ao contrário do que acontece com todos os outros eventos promovidos pelo Parlamento), será servido um almoço de luxo, que custará 147,33 euros por pessoa. Mais IVA. Muito mais que os 50 euros cobrados, em ocasiões especiais, pela empresa que gere o restaurante do edifício novo da AR.
É quanto vale a "experiência gastronómica" proporcionada pelo chef Luís Baena, um dos mais premiados cozinheiros portugueses a nível internacional e um velho "amigo" de Jaime Gama, responsável por inúmeros serviços de catering para o Protocolo português, quando o actual presidente da AR era ministro dos Negócios Estrangeiros.
Fonte Público através do Jumento
Não haja dúvidas que quem tenha para comemorar mais do que a maioria ...
nunca o ver haver e ter estiveram tão bem empregues. Empregues, faz lembrar, Emprego e os milhares que não o têm.
Pelos vistos não foi só o Ministério da Ciência a ver o seu Orçamento aumentado em 64%, também o Ministério da Mordomia "sofreu" com os cortes na saúde, educação, etc.


| |  (0) das outras tribos





| |  (0) das outras tribos



Ali na barra do lado esquerdo, na zona dos Inesquecíveis podes encontrar forma de ajudar a:
- encontrar rostos perdidos;
- salvar uma vida;
- dar colo;
- descobrir um amigo inseparável, mesmo, como este que pequenino.

Podias ainda nem ter reparado, por isso resolvi lembrar-te!...
Um BOM DIA!


| |  (0) das outras tribos

2006/10/10

Tornando... 



Viede 'o mare quant'è bello
Spira tantu sentimentu
Comme tu a chi tiene mente
Ca scetato 'o fai sunnà,
Guarda guà chisto ciardino;
Siente, siè, sti sciure arance:
Nu prufumo accussi fino
Dint'o core se ne va...
E tu dice: "Ìparto, addio!" bis
T'alluntane da stu core... bis
Da sta terra de l'ammore bis
Tieno 'o core 'e nun turnà? bis
Ma nun me lassà, bis
Nun darme stu turmiento! bis
Torna a Surriento, famme campà!
Volto com vontade de partir...


| |  (0) das outras tribos




« As Tribos »

A Inzibidinha (reborn)
Abrupto
Afrodite
Avatares Desejo
Bosque da Robina
Caderno da Corda
Cinco Dias
Canto do Melro
E-konoklasta
Estado Civil
Finúrias e Teixirinha
Geração Rasca
Hammer
História d'uma vida
Hoje há conquilhas
Introvertido
Just Music and Words
Lembranças
Macroscopio
Mafia da Cova
Malhas
O Jumento
Observador
Ondas
Outsider
Peciscas
A Quinta
Rui Tavares
Prof.Teresa
Violino Meu



« As Tribos Perdidas»

Barnabé
Enigmódromo
Estaleiro
Farol das Artes
Hepatite C
Lisboa em Fotos
Mal o Menos
Psicólogo Neurótico
Teacher
Titas
Tugir
O Velho de Alfama


« Rede Boa »

Google
Dwelling
Instituto Camões
José Luís Peixoto
MuseusPT
Arqueologia
Sanzalangola


« Ecos anteriores »


Fevereiro 2004Março 2004Abril 2004Maio 2004Junho 2004Julho 2004Agosto 2004Setembro 2004Outubro 2004Novembro 2004Dezembro 2004Janeiro 2005Fevereiro 2005Março 2005Abril 2005Maio 2005Junho 2005Julho 2005Agosto 2005Setembro 2005Outubro 2005Novembro 2005Dezembro 2005Janeiro 2006Fevereiro 2006Março 2006Abril 2006Maio 2006Junho 2006Julho 2006Agosto 2006Setembro 2006Outubro 2006Novembro 2006Dezembro 2006Janeiro 2007Fevereiro 2007Março 2007Abril 2007Maio 2007Junho 2007Julho 2007Setembro 2007Outubro 2007Novembro 2007Dezembro 2007Janeiro 2008Fevereiro 2008Março 2008Abril 2008Maio 2008Junho 2008Agosto 2008Setembro 2008Outubro 2008Novembro 2008Dezembro 2008Janeiro 2009Março 2009Maio 2009Julho 2009Agosto 2009Setembro 2009Outubro 2009Dezembro 2009Março 2010Junho 2011Junho 2012





« Correio »

o.grande.chefe@gmail.com
« Reservas »

This page is powered by Blogger. Isn't yours?
Add to Technorati Favorites