<$BlogRSDUrl$> /* ----------------------------------------------- Template Design Nome: Grande Chefe Designer: Guilherme ----------------------------------------------- */ Lembranças dos Guerreiros bgcolor="#FEEDDF">

2006/05/31

Ainda a escola ... 




Ainda mal refeito das imagens da reportagem da RTP de ontem à noite, gravada numa escola dos arredores de Lisboa, atrevo-me a escrever ainda muito a quente.
Diz o representante do ministério, que aquela escola não se pode desmembrar, por não terem onde colocar os alunos.
Pergunto: Escola que escola? Alunos? O que se viu foi um local de luta livre, onde os que deviam ensinar eram meros espectadores, no entanto concordo, não é possível desmembrar algo que já o foi.
Como cidadão e contribuinte, ocorrem-me outras questões:
Teremos algum interesse em manter uma situação daquelas, gangs que se passeiam pelas salas, alunos com 14 anos no 3º ano, sim leste bem, 14 anos e 3 anos de escolaridade, agressões sobre o pessoal auxiliar e docente, uma aluna de 13 anos a assediar o professor, enfim … haverá algum motivo, para continuarmos a sustentar este filme assustador, perspectivando um futuro muito duvidoso?
Ao recordar as imagens penso: aquela escola fui eu que a paguei, aqueles professores sou eu que pago, aquele mobiliário que todos os dias é destruído sou eu que vou comprando, os subsídios entregues com os nomes mais diversos para auxílio social dos meus impostos saem, e se me disserem para colocar o meu filho naquela escola… eu … nem vou dizer qual a resposta, por este espaço não ter bolinha vermelha.
Na escola sempre fiz parte do grupo dos rebeldes às vezes até um pouco indisciplinado, mas um verdadeiro anjinho ao comparar-me aos selvagens que pululam nas imagens apresentadas.
Resta esperar que alguém tenha a coragem para tomar as medidas necessárias a acabar com estes centros de aprendizagem de criminalidade.


| |  (0) das outras tribos

2006/05/28

Nova espécie em vias de extinção... 



Notícia de última hora! Há a possibilidade de encerrarem alguns dos cursos de Filosofia nalgumas Universidades Portuguesas. Onde param os filósofos? Nunca foram em grande número mas são necessários para conseguirmos pensar para além do óbvio.
Motivo do encerramento: 3 em cada 4 dos alunos universitários usam a"técnica do copianço" e, em filosofia ela é quase impossível, já que é um curso virado para a hermenêutica, reflexão e crítica, o que não permite esta tão vulgar "técnica".
Onde param os filósofos? Pensar dói? Será assim tão difícil?


Digam de vossa justiça...


| |  (0) das outras tribos

2006/05/25

Ufff, finalmente um bocadinho… 



Já algum tempo que não ia a uma estreia, mas a expectativa criada e a critica acesa, fizeram-me sair do trabalho directamente para 2h45m, sentado no escurinho do cinema.
Código Da Vinci.
Já tentei arranjar todo o tipo de justificações para a desilusão sofrida, terá sido do excesso de expectativas criado pela publicidade de quem leu o livro, ou do algum conhecimento sobre o tema que provocou a inexistência do factor surpresa, ou o ter achado algumas situações demasiadamente previsíveis?...
A verdade é que, achei o filme fraquinho.
Na memória, comparativamente, ainda “O Nome da Rosa” que me despertou a vontade de ler o livro sem me sentir defraudado nem pela imagem nem pela escrita, mas também equiparar Dan Brown a Umberto Eco…
- Oh tio o que é o esse livro o Código Da Vinci?
- Olha é tipo o Harry Potter dos grandes.
Mas só em livro, só em livro, digo eu, de mim pra mim!


| |  (1) das outras tribos

2006/05/20

Um Mundial... 



Um coração...






faltam 20 dias!


| |  (0) das outras tribos

2006/05/17

Cheguei!... 



Custou mas foi... valham as explicações do «caçula». Pois é, algumas dificuldades técnicas mas cá estou a tentar ser uma "guerreira"!Vou partilhar convosco um poema inédito. Inédito porque foi escrito por um antigo guerreiro, daqueles poucos que temos a honra de conhecer na nossa vida. Era o nosso Pai. Meu, do Zé e do Guilherme.

Chamava-se Honorato Gonçalves Henriques de Freitas, nascido em Angola - Lubango em 1917 e falecido em Lisboa em 1991. É dedicado aos seus filhos:

QUERIDOS FILHOS

As dores físicas não são as maiores!
Quem as provoca, por Amor, sofre mais!
Quem perdoa é mais forte, se for sem rancores
e sem recalcamentos intencionais.

Essas ferdas que tendes no peito, duras,
se as considerarem à luz do Amor
verão nelas, não o opróbio, mas ternuras
não umas nódoas mas uma bela flor.

E se nestes breves momentos da vida,
não souberem colhê-le... é uma pena!
Deixarão rasgar a ténue teia tecida

pela humana condição que nos acena
frágil, quebradiça e até prevertida
a pontos de uma acção irreflectida.

Lisboa, Julho de 1985.

Espero que gostem. Este é um presente da convidada!


| |  (1) das outras tribos

2006/05/15

Nova reforço! 



Após acesas discussões, reuniões, contactos vários, telefonemas, e resolução de problemas técnicos, a tribo passa a contar com colaboração, assídua e efectiva da Rosarito.
Uma lufada de ar fresco.
Bem-vinda maninha!


| |  (0) das outras tribos



Parabéns ao FêCêPê e ao Pedro

CANTO PRIMEIRO
I
A fama dos Dragões assinalados
Que desta Mui Nobre, Invicta e Leal,
Em estádios nunca antes disputados
Jogaram p'ra ganhar cada final,
E em torneios e jogos esforçados
Mais do que era sonhado em Portugal,
Entre gente remota conquistaram
Nova glória, que tanto sublimaram;
II
E também as memórias gloriosas
De oitenta e sete, aí principiando
Nova Era, e as terras viciosas
Que de Espanha ao Japão foram domando,
E aqueles que por obras valerosas
Se vão da lei da Imprensa libertando,
Cantando espalharei por toda parte,
Se a tanto me ajudar o engenho e arte.
III
Cessem da pantera e mais felinos
As deambulações grandes que fizeram;
Cale-se dos tais cinco violinos
A fama das vitórias que tiveram;
Que eu canto o peito ilustre dos meninos
A quem Manchester e Real obedeceram!
Cesse tudo o que Record e Bola cantam,
Que outros valores mais alto se alevantam!
(foto Record, adaptação de autor desconhecido recebida por mail)


| |  (0) das outras tribos

2006/05/08

Porque há dias... 



HISTÓRIA DO SENHOR MAR

Deixa contar...
Era uma vez
O senhor Mar
Com uma onda...
Com muita onda...

E depois?
E depois...
Ondinha vai...
Ondinha vem...
Ondinha vai...
Ondinha vem...
E depois...

A menina adormeceu
Nos braços da sua Mãe...

Matilde Rosa Araújo em o Livro da Tila - 1986

... em que não encontro local para adormecer!

Post dedicado à minha mana que me puxou as orelhas.


| |  (0) das outras tribos

2006/05/04

Valeu o esforçex 



Atirei-me aos broadcasts, envolvi-me com os RFC’s, utilizei ARP, ICMP, UDP, RIP, OSPF, ICS, POP, SMTP e outros que me desculpem não referir, mas foi o IPSec que mais me ajudou. Tenho quase a certeza de ter criado um sistema inviolável…
Até agora o "firewater" está a funcionar perfeitamente, e spam?... nada!


| |  (0) das outras tribos

2006/05/03

A crisex... dos outros 



Pai e ... Padrinho !
Agora que soube que a distinta licenciada é filha do signatário, percebo as edilidades por esse país fora que se vão tornando em empresas familiares. Há que seguir o exemplo.


| |  (0) das outras tribos

2006/05/01

De alma partida... 



Em apenas 7 dias perder a companhia de 2 amigos ...
Um coração que deixa de funcionar e num instante sem despedidas, nem acenos perdemos de vista um amigo ...
Ainda mal refeito desta perda e as forças que restavam rebentam com outro desaparecimento não por razões do coração enquanto máquina, mas por razões que ele levou...
Será que foi o facto de ter o meu telemóvel desligado? Mas não ele não me ligou! Porquê?!... Se não encontrou solução em quem contactou, porque não continuou a procurar, aí teria tentado o meu?!
Sempre olhei a vida como um imenso puzzle onde vamos encaixando, todos aqueles com que nos relacionamos, encaixando o meu no deles, isso dá a responsabilidade do cativar...
Fod... porque achaste que podias terminar assim, sem falarmos ...?
Talvez só ontem te tenhas apercebido, pela quantidade de lágrimas derramadas naquela capela, da falta que vais fazer. Da importância que tinhas na vida de tanta gente. Nas alterações que vais provocar em tantas vidas. Mas agora já era tarde...
E o, porquê, que não me sai da cabeça!
Sempre sorridente, transparecias a imagem forte da segurança. Sem medos, quantos são?... orgulhoso... por vezes parecias possuidor de uma frieza invejável... Boa pinta, sempre fizeste palpitar mais forte os corações femininos...
Porquê?!...
Vou ficar com a tua imagem sobre a moto azul a acenar...
E eu a gritar ... PORQUÊ?!... PORQUÊ?!...
Inté amigão!


| |  (0) das outras tribos




« As Tribos »

A Inzibidinha (reborn)
Abrupto
Afrodite
Avatares Desejo
Bosque da Robina
Caderno da Corda
Cinco Dias
Canto do Melro
E-konoklasta
Estado Civil
Finúrias e Teixirinha
Geração Rasca
Hammer
História d'uma vida
Hoje há conquilhas
Introvertido
Just Music and Words
Lembranças
Macroscopio
Mafia da Cova
Malhas
O Jumento
Observador
Ondas
Outsider
Peciscas
A Quinta
Rui Tavares
Prof.Teresa
Violino Meu



« As Tribos Perdidas»

Barnabé
Enigmódromo
Estaleiro
Farol das Artes
Hepatite C
Lisboa em Fotos
Mal o Menos
Psicólogo Neurótico
Teacher
Titas
Tugir
O Velho de Alfama


« Rede Boa »

Google
Dwelling
Instituto Camões
José Luís Peixoto
MuseusPT
Arqueologia
Sanzalangola


« Ecos anteriores »


Fevereiro 2004Março 2004Abril 2004Maio 2004Junho 2004Julho 2004Agosto 2004Setembro 2004Outubro 2004Novembro 2004Dezembro 2004Janeiro 2005Fevereiro 2005Março 2005Abril 2005Maio 2005Junho 2005Julho 2005Agosto 2005Setembro 2005Outubro 2005Novembro 2005Dezembro 2005Janeiro 2006Fevereiro 2006Março 2006Abril 2006Maio 2006Junho 2006Julho 2006Agosto 2006Setembro 2006Outubro 2006Novembro 2006Dezembro 2006Janeiro 2007Fevereiro 2007Março 2007Abril 2007Maio 2007Junho 2007Julho 2007Setembro 2007Outubro 2007Novembro 2007Dezembro 2007Janeiro 2008Fevereiro 2008Março 2008Abril 2008Maio 2008Junho 2008Agosto 2008Setembro 2008Outubro 2008Novembro 2008Dezembro 2008Janeiro 2009Março 2009Maio 2009Julho 2009Agosto 2009Setembro 2009Outubro 2009Dezembro 2009Março 2010Junho 2011Junho 2012





« Correio »

o.grande.chefe@gmail.com
« Reservas »

This page is powered by Blogger. Isn't yours?
Add to Technorati Favorites